PCI

capa

Programa de Capacitação Institucional do Instituto Nacional da Mata Atlântica
PCI do INMA

Finalidade
Objetivos Gerais
Objetivos Específicos

FINALIDADE (RN-041/2013)

O Programa de Capacitação Institucional – PCI, conforme portaria própria, tem por objetivo a implementação de Subprogramas de Capacitação Institucional nos Institutos de Pesquisa subordinados, vinculados e supervisionados Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI, através da concessão de bolsas para a viabilizar a execução de projetos científicos e tecnológicos de interesse do MCTI e de acordo com as orientações da Política de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) do Governo Federal.

As bolsas do PCI, exclusivas deste Programa, são destinadas à formação e capacitação de recursos humanos e à agregação de especialistas, que contribuam para a execução de projetos de pesquisa ou de desenvolvimento tecnológico, nos Institutos de Pesquisa relacionados ao MCTI.

É vedado ao bolsista o exercício de atividades indiretas (apoio administrativo, prestação de serviço e outras atividades similares).

A presente Resolução Normativa não impede que o PCI venha a utilizar outras modalidades do grupo de Bolsas de Fomento Tecnológico e Extensão Inovadora, desde que estas tenham sido citadas no Documento Básico do Programa, constante de portaria própria.

OBJETIVOS GERAIS (INMA_PCI_v01)

A presente proposta tem por objetivo incentivar e fortalecer pesquisas em áreas estratégicas do INMA, particularmente nos temas de biodiversidade, conservação, acervos científicos, informação e disseminação do conhecimento. Visa consolidar e fortalecer linhas de pesquisas institucionais através da execução de projetos científicos e tecnológicos de acordo com as orientações da Política de CT&I do Governo Federal.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS (INMA_PCI_v01)

1.Estimular o contínuo desenvolvimento de pesquisas científicas sobre a biodiversidade, especialmente da Mata Atlântica e ecossistemas associados;
2. Ampliar, atualizar, conservar, organizar e disponibilizar acervos científicos biológicos;
3. Disseminar informações sobre a biodiversidade, por intermédio de ações de educação, comunicação científica e museologia;
4. Formar recursos humanos qualificados para pesquisa e conservação da biodiversidade;
5. Subsidiar a formulação de políticas públicas no planejamento ambiental e conservação da biodiversidade;
6. Preservar a memória e a obra de Augusto Ruschi.